O Jornal Tocha da Verdade é um periódico trimestral independente que tem como objetivo resgatar os princípios cristãos em toda sua plenitude. Com artigos escritos por pastores, professores de algumas áreas do saber e por estudiosos da teologia buscamos despertar a comunidade cristã-evangélica para a pureza das Escrituras. Incentivamos a prática e a ética cristã em vistas do aperfeiçoamento da Igreja de Cristo como noiva imaculada. Prezamos pela simplicidade do Evangelho e pelo não conformismo com a mundanização e a secularização do Cristianismo pós-moderno em fase de decadência espiritual.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Algumas Razões Bíblicas Porque o Crente Não Perde a Salvação

Existe um ensino segundo o qual o crente não está salvo eternamente, ou seja, precisa se esforçar, lutar contra o pecado para não perder a salvação e, assim chegar ao céu. A Bíblia, porém, ensina que há uma salvação agora e eterna: “Em verdade, em verdade vos digo: Quem crê, tem a vida eterna... eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre.” (Jo 6:47,51). Baseado em tão grande promessa, o crente já está salvo e eternamente. Do contrário, as palavras de Jesus, acima citadas, ficariam sem sentido. Sendo assim, o verdadeiro salvo jamais pecará ao ponto de desviar-se do Senhor, mas sempre se arrependerá, e jamais viverá na prática voluntária do pecado (ver I João 3:9). O crente genuíno é ovelha de Jesus, o bom Pastor (Jo 10:4-5). Por isso, uma vez salvo, salvo para sempre, e para ser santo, não para viver pecando.(I Co 1:2). Por isso, a salvação eterna não é pretexto para vivermos no pecado, como falsamente afirmam os defensores da perda da salvação. Dizem estes:

“Se o crente não perder a salvação, então, pode pecar a vontade”. Para estes a Bíblia dá a resposta: “Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça aumente? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? “ (Rm 6:12). Sim, o crente está na graça de Deus para sempre, mas não por causa disso vive no pecado, pois para o mesmo morreu (Rm 6:6-7). Agora pergunto aos defensores da perda da salvação: “Como é então, que um verdadeiro crente pode voltar ao pecado, se o mesmo não o domina? A Bíblia é clara ao afirmar que o verdadeiro salvo não pode ser dominado (Rm 6:14). Por isso, não peca habitualmente.”. Àqueles que se dizem crentes e de repente perceberam-se dominados pelo pecado, na verdade, nunca foram ovelhas de Jesus, mas falsa ovelha, ou melhor, porca lavada. Deste modo sobreveio-lhes o que diz este provérbio verdadeiro: volta o cão ao seu vômito, e a porca lavada volta a revolver-se no lamaçal (II Pe 2:22).

Vejamos mais provas de que o verdadeiro crente não pode perder a salvação:

*Primeiro – É promessa de Jesus segurar o crente até o fim. “Eu lhes dou a vida eterna, e jamais perecerão; e ninguém as arrebatará das minhas mãos” (Jo 10:28), “Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles” (Hb 7:25);

*Segundo – É o próprio Deus quem diz que o crente não se desvia dele: “E farei com eles (crentes) um pacto eterno de não me desviar de fazer-lhes o bem; e porei o meu temor no seu coração, para que nunca se apartem de mim” (Jr 32:40), “Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus” (Cl 3:3);

*Terceiro – O crente não pode ser tragado pelo diabo e perder-se. É também promessa de Deus sermos guardados do diabo até o fim: “Mas fiel é o Senhor, o qual vos confirmará e guardará do maligno” (II Ts 3:3), “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca” (I Jo 5:18), “E o Senhor me livrará de toda má obra e guardar-me-á para o seu Reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém!” (II Tm 4:18);

*Quarto – O crente não perde a salvação, porque jamais sairá de Cristo, e Cristo jamais sairá do crente, pois o crente é um com o Senhor: “Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito” (I Co 6:17); “E eu lhes fiz conhecer o teu nome, e lho farei conhecer mais, para que o amor com que me tens amado esteja neles, e eu neles esteja” (Jo 17:26);

*Quinto – O crente não perde a salvação porque os dons de Deus são irrevogáveis, isto é, para sempre: “Porque os dons e a vocação de Deus são sem irretratáveis.” (Rm 11:29), “Esta é a aliança que farei com eles Depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, E as escreverei em seus entendimentos; acrescenta: E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniqüidades”. (Hb 10:16-17);

Nos diz a Bíblia que fomos comprados por um alto preço (I Pe 1:18-19), por isso, não somos de nós mesmos (I Co 6:19-20), somos propriedade de Deus.

Agora pense: “Como pode perder-se alguém, cujo o proprietário é o Todo-poderoso?” Se você crer na perda da salvação, desculpe-me, mas para esta pergunta só lhe resta o silêncio como resposta. Ou então, crer!

No amor do nosso eterno Salvador

Henrique Ventura

2 comentários:

  1. Paz e Graça meu irmão gostaria de lhe perguntar qual o grupo ensina que o crente não está salvo eternamente, ou seja, precisa se esforçar, lutar contra o pecado para não perder a salvação e, assim chegar ao céu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz do Senhor, irmão.
      Os Arminianos são um grupo que defendem esse doutrina da perda de salvação.

      Excluir