O Jornal Tocha da Verdade é um periódico trimestral independente que tem como objetivo resgatar os princípios cristãos em toda sua plenitude. Com artigos escritos por pastores, professores de algumas áreas do saber e por estudiosos da teologia buscamos despertar a comunidade cristã-evangélica para a pureza das Escrituras. Incentivamos a prática e a ética cristã em vistas do aperfeiçoamento da Igreja de Cristo como noiva imaculada. Prezamos pela simplicidade do Evangelho e pelo não conformismo com a mundanização e a secularização do Cristianismo pós-moderno em fase de decadência espiritual.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Marcha pela Vida contra o Aborto


A Marcha pela Vida contra o Aborto, ação do Movimento pela Vida e Não Violência (Movida), chega à sua 8ª edição em Fortaleza. O evento está marcado para o dia 08 de outubro, a partir das 15 horas, na avenida Historiador Raimundo Girão, no aterro da Praia de Iracema. Seu objetivo é mobilizar a sociedade para que defenda alternativas que evitem o aborto, a marcha propaga e estimula a defesa da vida. Levante está bandeira!

Promoção


sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Novo livro de C.S. Lewis - A Torre Negra

Continuação memorável das fantasias de C. S. Lewis, estas seis histórias revelam mais uma vez o poder e a visão deste importante contador de histórias, um dos nomes centrais da literatura de fantasia universal.
A Torre Negra é um esboço de um quarto volume que daria continuidade à aclamada série de ficção científica de Lewis conhecida como Trilogia cósmica. Uma história cativante que continua as aventuras de personagens como Dr. Elwin Ransom e MacPhee. Na trama, cinco homens se reúnem no escritório de Orfeu, na Universidade de Cambridge, para testemunhar a violação do espaço-tempo por meio do cronoscópio, um telescópio que não olha apenas para um outro mundo, mas para outras dimensões. 
Ao longo das narrativas, seus personagens travam debates brilhantes sobre a matéria, no tempo e no espaço. Para os fãs de Crônicas de Nárnia e da Trilogia cósmica, este é um livro imprescindível.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Escritores evangélicos esquecidos II

Emílio Conde ingressou na Assembleia de Deus, aproximadamente, em 1920, vindo de outra ramificação cristã. Vivenciou as experiências profundas do início do movimento pentecostal brasileiro, encabeçado pelos missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren, orientados pelo Espírito. Conde foi recepcionado na Igreja localizada no bairro de São Cristovão(RJ), muito conhecida ainda hoje, pelo missionário Samuel Nystrom, um dos pioneiros pentecostais estrangeiros.
Durante muitos anos ocupou funções locais, mas sua conduta espiritual, seu entusiasmo e sua formação secular possibilitaram um convite, em 1937, para colaborar com o Mensageiro da Paz, periódico pentecostal das Assembleias de Deus que se tornaria nacional, feito pelo missionário Nils Kastberg para ser seu redator. Despontava ali um grande homem que se tornaria um dos mais venerados escritores do movimento pentecostal do Brasil. Com trabalho eficiente, é admitido na CPAD (Casa Publicados das Assembleias de Deus) em 1940. Com muito talento, cultura, desenvoltura, perspicácia, mente fecunda e escrita clara dedicou-se a escrever artigos, reportagens e livros com elevado conteúdo espiritual, estimulando os pentecostais a uma vida mais santa e devotada ao Altíssimo.
Seus livros mais famosos foram O Testemunho dos Séculos e a Histórias das Assembleias de Deus no Brasil. Outros títulos de sua autoria são: Asas do Ideal, O Homem, Pentecostes para Todos, Igrejas sem Brilho, Nos Domínios da Fé, Caminhos do Mundo Antigo, Flores do Meu Jardim, Tesouros de Conhecimentos Bíblicos e Estudos da Palavra. Infelizmente, a maioria de seus livros pode ser encontrada somente em sebos ou em arquivos virtuais na Internet e com certa dificuldade. Ele foi também compositor de 25 hinos que fazem parte da Harpa Cristã, hinário tradicional dos assembleianos.
A leitura de Emílio Conde é edificante, empolgante e espiritual. Seus leitores percebem sua paixão e seriedade ao lerem sua obra. Quem tem a possibilidade de adquirir seus escritos, faço-o, pois valerá a pena, além de poder possuir uma raridade pertencente às grandes obras produzidas pela Igreja Evangélica Brasileira do século XX. 
Veja algumas de suas obras:






segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Escritores evangélicos esquecidos

Na década de 60, o movimento evangélico brasileiro recebeu um de seus mais ilustres escritores. Desconhecido do grande público evangélico atual, o ex-padre Aníbal Pereira dos Reis (in memoriam) marcou época ao escrever bastante contra o catolicismo romano, desvendando muitos dos mistérios e segredos que estavam ocultados pelo clero daquela instituição. Além disso, testemunhou que nefastas atitudes eram alimentadas nas paróquias como forma de mistificar a fé e “aprisionar” seus adeptos. Ele, por diversos anos, ensinou e pregou esta falsa doutrina, como ele mesmo atestou, marcando história desde sua ordenação em 1949, na cidade de Montes Claros, Minas Gerais, até 1961, quando se afastou definitivamente da religião católica. Sua atitude trouxe-lhe grandes problemas, pois teve que fugir debaixo de grandes represálias na cidade onde morava, Orlândia-SP. Tudo devido às grandes dúvidas que o cercavam com respeito às doutrinas e ao ritualismo romano.
Converteu-se a Cristo em 30 de maio de 1965 numa Igreja Batista e em 1970 foi ordenado pastor. Sua atitude de fé e reputação o precederam, já que se desvencilhou de sua primeira instituição com grande coragem, sabendo que sua atitude ocasionaria perseguição e represálias do clero brasileiro. Sua coragem foi ainda demonstrada através dos livros que escreveu, razão que lhe rendeu ingresso na Academia Evangélica de Letras, Associação Brasileira de Cultura e União Brasileira de Escritores. Seu caráter era resoluto, crítico e devotado às Escrituras. Sua maior produção foi dedicada à refutação aos dogmas católicos, escrevendo ao todo cerca de 40 livros.
Aníbal Pereira dos Reis deve ser redescoberto. Apesar de sua linguagem ser um tanto quanto rebuscada, isto não desmerece o conteúdo da obra. Precisamos, nós evangélicos, romper com o marasmo e a inércia para aprender mais e ousarmos ler com profundidade a sua obra. Muitos acreditam que o problema da leitura é cultural. O brasileiro não criou um hábito para boas leituras, mas apenas para livros superficiais imediatistas que carregam “fórmulas mágicas” para solucionar os muitos dilemas pelos quais passam. No entanto, o amadurecimento ocorre com leituras sólidas e bem amparadas como as de Aníbal Pereira. Uma pequena ressalva necessária é: o catolicismo não satisfeito com sua produção, desde a época de seu afastamento, investe contra este autor, tentando desabonar sua obra. Sabemos que o catolicismo se afastou dos princípios cristãos desde muito tempo, basta que façamos uma relação entre sua conduta e as Escrituras, utilizando-nos também um pouco de História, para verificarmos sua apostasia. Aníbal e sua obra figuram apenas como um elemento pequeno, mas que se manifesta como forte para concluirmos o que já foi através de um primeiro exame. Portanto, a leitura de Aníbal é imprescindível e necessária. Examine-a e comprove nossas palavras. Algumas obras de Aníbal Pereira dos Reis seguem abaixo.

O relacionamento de certa igreja com o governo português permitiu-lhe usufruir de inúmeras regalias. Entenda como isso motivou o "aparecimento" da "Senhora". As crianças usadas como cobais e transformadas em videntes. A mentira da água milagrosa proveniente da casa paroquial. Saiba de todos os detalhes que envolvem este grande "conto do vigário". 132 páginas (15 cm X 21 cm).
A origem deste mito com a obediência dos pescadores Domingos Martins Garcia, João Alves e Felipe Pedroso a uma ordem extravagante do vigário José Alves Vilela. A ordem redentorista assume a responsabilidade de propagar o mito. Profundamente esclarecedor. Nenhum livro evangélico atingiu, no Brasil, 22 edições como este. 72 páginas (15 cm X 21 cm).
Na sua luta contra a Verdade, Satanás cria uma Igreja falsa para tentar neutralizar a Igreja de Cristo. A falsa Igreja, torce e distorce a verdade, corrompendo-a. Conheça esta Igreja, seus métodos, suas doutrinas e práticas, através da leitura deste livro. 88 páginas (15 cm X 21 cm).
Esta é a biografia de um homem tirado das trevas e levado à luz. Sua infância, estudos no seminário, ordenação, obras assistenciais, paroquiato em terras paulistas. Seu contato com a Bíblia que chegou a queimar. Sua conversão à Cristo. Por fim, sua decisão de se libertar do jugo romanista. 224 páginas (15 cm X 21 cm).
Este livro fala da importância de um homem nos primórdios da colonização do Brasil. Não se trata de Anchieta, mas de Jean Bollés, alguém que foi perseguido e martirizado pelo jesuíta pelo simples fato de  manter-se fiel à Palavra de Deus e ao nosso Senhor Jesus Cristo. Precisamos ser despertados quanto aos "heróis" que aprendemos a conhecer e admirar em nossas aulas de história quando crianças.  40 páginas (15 cm X 21 cm).
Este é o vigésimo nono livro de autoria do Dr. Aníbal que dignifica qualquer biblioteca, não só pelo seu conteúdo, mas também pelo nome de seu autor. Solicitamos ao leitor esquadrinhar estas páginas a convite do Espírito Santo, com a mente disponível  e o coração receptivo perante os textos sagrados da Palavra de Deus  transcritos e examinados pelo autor, que as escreveu com alegria transbordante usufruída da salvação eterna. 340 páginas (15 cm X 21 cm).

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

MORTO POR UM ABORTO

(Esta poema é produto de uma ficção que traz à tona o veemente repúdio do próprio feto, contra UM CRIME CHAMADO ABORTO.)


Mãe! Eu consigo e você comigo,
Poderíamos viver juntos por muito tempo
Se não fosse esse seu inescrupuloso intento,
Prestes a decretar minha não-vinda.
Esse intento que desenfeita a beleza feminina
De dois corpos num só.
Que desvenda o mal que você apronta,
Ao ilustrar na tela do desrespeito à vida
Ao apresentar a aparição dos contras
E o desenrolar da eliminação dos prós.


Mãe! Eu que queria ser o fruto de sua existência.
A rósea flor da sua façanha,
Regada com o choro da criança que viria,
Sou, no entanto, um botão pisoteado num canto.
SOU UMA CRIATURA sendo abatida, sem clemência.
SOU UM SER sendo assassinado nas entranhas,
Sob os mandos e desmandos
Da frieza, da perversidade, da covardia.



Mãe, como é pecaminoso esse seu delito!
Emolduras um quadro com falso desenho.
Colas um cartaz com rasurados manuscritos,
Ocultando, no ventre, a falência de seu juízo,
Ao agredir-me, às escondidas, com golpes doloridos,
Certificando-se, assim, que não mais tenho
O vigor que possuí outrora.
O calor materno daquela ocasião...
Nos minutos daquelas horas.



Mãe, eu me perco na escuridão desse desafeto
E, pouco a pouco, desfalecendo,
Sou um feto doado à dor e à agonia.
...Me remexo, me enfraqueço.
Desfaço-me nesse embaraço
Que tanto me judia.
Que me tinge com o corante da violência.
Que me queima com o fogo do sofrimento,
Levando-me a saborear
A ceia das conseqüências,
Como o mais recomendável dos alimentos.



Mulher!
Você é simplesmente mulher, adiante,
Porém, jamais pura ou sublime.
Você não é mais digna
Da minha admiração que se finda, 
Ao ser impiedosamente detonada, explodida,
Pela exterminadora sem-vergonhice do seu crime.
Você, pra mim, vale menos que uma moeda,
Pois a gestante que se preza não pratica isso:
Não ignora a semente de sua vida,
Pondo-lhe um maltratante sumiço.



Mulher, conclui-se o seu insensato desejo!
Sei que, prematuramente, sairei.
Que sua barriga logo... logo eu a deixarei,
Para entre os seres vivos não permanecer.
Para não dar e nem receber
Sequer um... um único beijo.



Agora, mulher!
Agora... agora tudo está para ser desfeito.
Se o arrependimento a fizer voltar atrás,
Não será possível dar um jeito,
Porque já é tarde demais.
Porque eu já presencio a morte
Vindo ao meu encalço, ao meu encontro,
E, daqui a alguns segundos,
Ela fará com que eu esteja morto.
Morto por sua conduta contrária.
Morto por seu aborto.
Por essa injustiça cruel e voluntária,
Que me traz o ponto final
De um total desconforto.



Adeus,
Mulher que não quis dar-me ao mundo.
Adeus,
Mulher que não quis ser a minha mãe.
Adeus...
É o meu irremediável fim... ADEUS!


Poema de autoria do escritor Odair Rizzo, de Catanduva - SP

Jim Caviezel e o aborto


Andrea Bocelli e o aborto


Fernando Sabino e o aborto


Mário Quintana e o aborto


quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Senado recebe proposta para realização de aborto pelo SUS

Está aberta uma consulta popular, em site, para que os interessados possam votar sobre a realização de aborto nas primeiras doze semanas de vida do feto (um absurdo). 
A proposta defende a morte de um ser humano em gestação para exaltar a prática sexual e o prazer. Fala-se na proposta de problemas sociais que poderão decorrer do nascimento de uma criança sem o amparo devido, mas não se fala da privação sexual. Por que? Parece que o prazer sexual é mais importante do que a vida humana. Por isso e contra toda forma de aborto, sugerimos o voto CONTRA.



E vote CONTRA essa falta de amor ao próximo.
Divulgue e ajude a preservar a vida!

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Livros de despertamentos espirituais que indicamos

 Este autêntico relato do derramamento do Espírito Santo sobre Los Angeles, em 1906, há de chocar nos dias atuais os movimentos pentecostais e carismáticos, de todas as cores e procedências, por mostrar que todos nós deixamos nosso primeiro amor, quase na mesma medida em que os metodistas se apartaram do ardor flamejante de John Wesley.
Além disso, todo cristão sério se maravilhará ao descobrir o que Deus realmente operou no início do século passado e como aquela tremenda obra do Espírito foi incompreendida e rejeitada por grande parte do cristianismo da época.
Finalmente, este relato comovente deverá desafiar todo o povo de Deus a buscá-lo para a consumação daqueles propósitos de aperfeiçoar a Igreja de Cristo e preparar o mundo para a gloriosa volta de Jesus que foram avançados de forma tão poderosa, já há mais de 100 anos. O desafio diante da nossa geração é enorme e jamais seremos capazes de desempenhar o papel que Deus espera de nós se não vier o pleno derramamento do Espírito sobre toda a carne prometida pelo profeta Joel e confirmada pelo apóstolo Pedro no dia de Pentecostes.
Povo pentecostal [carismático, renovado, avivado, de qualquer procedência ou confissão], volte! Corações sedentos, bebam até se satisfazerem plenamente! Povo de Deus em todo lugar, ajoelhe-se! Deus de Elias, manda fogo!
Preparado e traduzido a partir de vários artigos de uma revista americana denominada “Herald of His coming” (O Arauto da Sua Vinda). Este é o relato, não apenas o avivamento em si, mas também a oração e a situação espiritual que o precedeu e os resultados tremendos que produziu. Relata também o impacto causado pelos morávios na vida de João Wesley e a formação de uma corrente de oração que durou cem anos!



Certamente a Argentina tem sido uma nação singularmente abençoada pelas visitações do Espirito de Deus no mundo contemporâneo. A história do avivamento na Argentina que se segue não está, de maneira alguma, completa. Estamos apresentando aqui apenas três fazes deste derramamento do Espírito Santo sobre o país que é nosso vizinho meridional.






Alguns choravam em tristeza e desespero. Outros, com corações cheios de alegria e amor, caíam de joelhos, conscientes da presença e do poder de Deus, que visitara seu povo com um avivamento. Parte do texto que conta a história do avivamento nas ilhas das Hébridas (Reino Unido), no século passado, no final da década de 40.

Disponíveis para venda no templo da Igreja Batista Renovada Moriá.
Rua Nogueira Acioli, 2195 - Joaquim Távora - Fortaleza - CE

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

A BUSCA CORRETA PELO PODER DO ALTO (artigo inspirado pelo retiro de jovens)

Deus operou de maneira maravilhosa em nosso primeiro retiro espiritual entre jovens e adolescentes de nossa igreja. Desde a primeira palavra, profunda e objetiva, do irmão Gleyciano até a última proferida por ele também. Percebemos que Deus estava no controle e na orientação de cada mensagem.
No sábado pela madrugada, muitos jovens foram envolvidos pelo desejo santo de entrar na presença de Deus mediante oração. Não pôde passar despercebido por todos ali presentes que Deus estava quebrantando corações, dispondo vontades para melhor entender as coisas espirituais como também alimentar em muitos um desejo de ter poder espiritual fluindo de suas vidas, proporcionada pelo Batismo no Espírito Santo.
Nosso Senhor Jesus batizou três jovens nessa ocasião, mas muitos não receberam o revestimento de poder prometido a cada crente. Para esses digo: “não deixem de buscar a presença de Deus, pois, se continuarem a buscar ao Senhor a cada ocasião e dia, logo receberão o poder espiritual tão desejado”.
Gostaria de falar aos adolescentes e jovens algumas coisas importantes. O Batismo no Espírito Santo não deve ser procurado somente em ocasiões específicas (como em um retiro espiritual), deve, entretanto, ser buscado até ser recebido. Porque cabe a nós nos apropriarmos daquilo que o Senhor já nos deu.
Antes de continuar nessa busca, lembre-se de uma coisa. Antes de buscar o poder do alto, examine seu coração. A Bíblia convida você a fazer isso, por isso devemos atender ao seu chamado. O nosso coração deve estar diante do altar do Senhor por inteiro. Não podemos deixar espaço algum em nosso coração que não esteja em consagração ao Senhor. Agora, alguém dirá: “porque deve haver esse preparo antes de buscar o Batismo no Espírito Santo?”.
A resposta é simples. O Espírito Santo flui de maneira mais gloriosa em corações cujo domínio esteja em suas mãos. A maneira de sabermos se nosso coração está dominado por Deus é, por exemplo, se a nossa língua está controlada pelo Espírito. Por isso, não há como pedir bênçãos espirituais a Deus e ainda continuar a falar coisas que não convém, como palavrão, linguajar mundano, piadas impuras etc.
O apóstolo Tiago disse que “todos tropeçamos em muitas coisas”. E ainda, “se alguém não tropeça no falar, é perfeito varão, capaz de refrear também todo o corpo” (Tiago 3:2). O que Tiago quis dizer? Ora, se Deus tem a sua língua, um pequeno órgão que pode ser tão problemático, (v. 5) será que ele também não controlará todo o seu corpo? Portanto, devemos consagrar nossa língua a Deus.
Outra coisa importante é você está consciente de que no Batismo no Espírito Santo o próprio Espírito Santo vem te encher, revestindo-lhe de poder espiritual. O que é esse poder espiritual? É a capacidade dada pelo Espírito de fazer uso de sua vida para alcançar de maneira mais eficaz cada pessoa que escuta o Evangelho. Você deve nutrir no seu coração uma comunhão com Espírito Santo.
E por fim, você deve orar. Muitos jovens só buscam a Deus na empolgação de algum evento. É muito fácil ser influenciado em um ambiente em que a espiritualidade e a influência de Deus esteja superabundando. No entanto, a Bíblia orienta o crente a desejar o revestimento de poder independente das circunstâncias. Aliás, se você não deseja aprender de Jesus (isto é, ter consciência de que você está em Cristo, ligado a ele vitalmente), possivelmente, estará demonstrando um sinal de que não estás bem espiritualmente e talvez não seja crente, mesmo frequentando a igreja e sendo filho de pais crentes. Os apóstolos, antes da descida do Espírito Santo em Atos 2:1-4, estavam, conforme Atos 1:12-14, orando unânimes na busca pelo Senhor.
Há algo interessante em Atos 1 que poucos se apercebem. É o fato de Jesus, em momento algum antes de ter ressuscitado e ascender aos céus, ter mandado os discípulos orarem, explicitamente falando. Jesus mandou eles ficarem em Jerusalém até serem revestidos de poder, mas não de orarem. O que isso quer dizer da vida espiritual dos discípulos? Quer dizer que eles independentemente da ordem de Jesus de orar desejavam estar em comunhão profunda com Jesus, mesmo sabendo que ele não estaria mais em corpo presente com eles, pois tinham visto Jesus subir aos céus.
Os apóstolos não tiravam os olhos de Jesus, enquanto ele subia ao céu. Fixaram tanto o olhar no céu que foi necessário aparecerem dois varões vestidos de branco para falar com eles:
“E, estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto Jesus subia, eis que dois varões vestidos de branco se puseram ao lado deles e lhes disseram: Varões galileus, porque estais olhando para as alturas? Esse Jesus de que dentre vós foi assunto ao céu virá de modo como o viste subir” (Atos 1:10,11).
Como os apóstolos teriam comunhão com Jesus? Pela oração e isso eles logo entenderam. Após dias de busca a promessa do Pai foi dada e “Ao cumprir o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos no mesmo lugar; de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem” (Atos 2:1-4).
Levando em conta o que foi mencionado, somos levados a acreditar que antes do batismo no Espírito Santo nossa vida deve ser precedida por uma busca incessante de um coração puro e sincero diante de Deus. Assim, seremos revestidos do poder do alto para pregarmos a Palavra de Deus.
No amor perene de nosso Salvador Jesus,
Heberth Ventura

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

terça-feira, 6 de setembro de 2016

INSCRIÇÕES ABERTAS para o I Simpósio Acadêmico da COMUNIE

Iniciam-se nesta semana as inscrições para o I Simpósio Acadêmico da COMUNIE. Você pode acessar o site e preencher a ficha de inscrição para participar de todas as palestras relacionadas para o evento, pagando a taxa de R$ 22,00 (Vinte e Dois Reais). O Simpósio ocorrerá nos dias 21 e 22 de outubro com abertura na noite do primeiro dia e serão realizadas no auditório de Direito da Faculdade 7 de Setembro, localizada no bairro Edson Queiroz, em Fortaleza, Ceará.
A COMUNIE é uma idealização do Reverendo Glauco Barreira Magalhães, pastor da Igreja Batista Renovada Moriá e Professor da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará. Tem como finalidade reunir o maior número possível de universitários cristãos espalhados pelas diversas faculdades de Fortaleza para, como disse o Reverendo Glauco, um trabalho de capelania universitária. O pastor Glauco Barreira pretende, com os cultos que promove no início e final de cada semestre e também com o simpósio, preparar os cristãos evangélicos para os desafios da fé no contexto acadêmico. Muitos cristãos têm apresentado inúmeros problemas quando se deparam com os conceitos humanistas de teóricos modernos e contemporâneos, ocasionando, em determinados casos, uma diminuição da influência dos princípios cristãos que nortearam o pensamento racional clássico a partir do Iluminismo no meio acadêmico. A pretensão é despertar os alunos crentes para não se sujeitarem às teorias que se contrapõem aos ditames evangélicos, pois aquelas contemplam uma perspectiva cética e discriminatória dos conceitos bíblicos; antes devem associar suas pesquisas aos conceitos de sabedoria encontrados nas Escrituras para que a fé esteja presente nas duas áreas de maior influência da vida do homem de hoje: a individual e a profissional. Lembremo-nos que a concepção cristã fundamentou muitos dos trabalhos dos quais dispomos para desenvolvermos nossos trabalhos acadêmicos. Quem não lembra de Kant, de Hegel, de Kierkegaard e de outros protestantes cujas vidas são referenciais no universo acadêmico? Lembremo-nos também de sua espiritualidade. É de Soren Kierkegaard a máxima: “A função da oração não é influenciar Deus, mas especialmente mudar a natureza daquele que ora”.
Portanto, com uma perspectiva renovadora e ousada o ilustre pastor tenta levar os universitários cristãos ao que ele próprio vivenciou e ainda vivencia na Universidade, sendo um profissional exemplar que nunca separa suas convicções cristãs dos trabalhos que produziu e produz. Basta ler um de seus livros de Direito que você logo concluirá o que dissemos. “Hermenêutica e unidade axiológica da Constituição” é um exemplo, sendo um trabalho extraordinário cuja indicação é mesmo de uma teoria baseada na justiça e na correta interpretação que encontramos nas Escrituras.
Para o I Simpósio Acadêmico da COMUNIE, outros professores que têm se identificado com as propostas do projeto estarão participando como palestrantes. Os célebres professores serão:
Prof. Glauco Barreira Magalhães Filho [Teólogo (UMESP), Mestre em Direito (UFC), Doutor em Sociologia (UFC) e em Ministério (FTML), Livre Docente em Filosofia do Direito (UVA), Professor de Direito (UFC) e Membro da Academia de Cearense de Letras Jurídicas]
Prof. João Marcos Meneses [Mestre/Doutor em Cirurgia (UFC), Ginecologista-MEAC-(UFC), Gerente de Pesquisa e Ensino – HEMOCE, Membro do Oncofertility Consortium - Northwestern University – USA]
Prof(a). Claudiana Nogueira de Alencar [Mestre e Doutora em Linguística (UNICAMP), Pós-Doutorada em Semântica/Pragmática, Pesquisadora/Visitande na Universidade de Birminghan – UK, Profesora do Programa de Pós-Grauação em Linguística Aplicada da UECE e do Mestrado Acadêmico Intercampi em Educação e em Ensino MAIE da UECE]
Prof. João Batista Costa Gonçalves [Mestre e Doutor e Pós-Doutor em Linguística (UFC), Professor do Curso de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Linguístic Aplicada na UECE, Coordenador do Curso de Especialização em Ensino de Língua Portuguesa na UECE]
Prof. Pitágoras Graça Martins [Mestre em Engenharia de Teleinformática (UFC), Coordenador do Curso de Pós-Graduação em Análise, Projeto e Gerência de Sistemas (ESTÁCIO), Professor de Pós-Graduação da discipliana de Algaritmos (ESTÁCIO)]
Prof(a). Pablyana Leila R. Cunha [Doutora em Química, Professora das disciplina de Química Geral e de História da Química (UFC), Professora da Pós-Graduação em Química da UFC e do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática da UFC]
Prof. Ricardo Marques [Biólogo e Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente (UFC), Zoólogo e Paleontólogo e Cadastrado em Diretórios Internacionais, e formação em Astrobilogia pela University of Edinburgh, Professor de Biologia Celular e Molecular, Bioquímic e Biofísica em cursos de Pós-Graduação, Membro da American Society for Biochemistry and Molecular Biology (ASBMB)]
Prof. Daniel Cassiano Lima [Bacharel e Licenciado em Ciências Biológicas pela UFC, Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA-UFC), Doutor em Biodiversidade Animal (UFSM-RS)].
Os temas abordados serão: “O desafio cristão nas Universidades”, “Aspectos da Bioética”, “A minha paz eu vos dou: a promessa como ato de fala no discurso bíblico”, "No princípio era o verbo: a dimensão dialógica nos textos bíblicos”, “Inteligência Artificial: A imitação de uma Vida Superior” e as "As raízes cristãs da ciência moderna", "Evolução Biológica e suas abordagens: como o cristão pode se portar".

PARA FAZER SUA INSCRIÇÃO, ACESSE: http://projetocomunie.wixsite.com/comunie


Em breve estaremos disponibilizando a programação.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Livro "Sob os céus da Escócia" do Reverendo Renato Cunha

O livro apresenta uma análise preliminar do dom de profecia entre alguns reformados, bem como relato diversas manifestações de profecia preditiva, curas e até ressurreição entre os puritanos escoceses no século 17.
A obra remonta os ministérios de respeitáveis ministros reformados e calvinistas tais como John Knox, John Welsh, Robert Bruce, George Wishart, Alexander Peden, dentre outros. Com farta evidência bibliográfica, os relatos sobre os quais Cunha se vale foram colhidos a partir de fontes igualmente reformadas e calvinistas dignas da mais absoluta credibilidade. Historiadores como John Howie, Alexander Smellie, Peter Hume Brown, et al compõem a galeria daqueles que registraram para a posteridade aquelas manifestações.
Na obra, Renato Cunha faz uma breve análise panorâmica da Confissão de Fé de Westminster e da Assembleia que a formatou, apresentado-lhas àqueles que não estão familiarizados, e argumenta de maneira firme que a CFW não é rigorosamente cessacionista como uma ala do movimento reformado calvinista tem argumentado.
O autor nos brinda também com o relato de uma ocorrência de profecia no ministério de João Calvino, registrada e publicada por Theodore Beza, seu amigo íntimo e sucessor em Genebra.
Sob os céus da Escócia é leitura obrigatória para carismáticos, pentecostais e pesquisadores em geral.
Em breve, estará disponível para venda em nosso stand na Igreja Batista Renovada Moriá. RESERVE JÁ O SEU!

sábado, 3 de setembro de 2016

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Jesus: mais que um carpinteiro

Após pouco mais de dois milênios, olhar para a figura histórica de Jesus Cristo e os evangelhos exige, antes de tudo, um exercício de fé. Afinal, o homem que nasceu em Belém da Judeia, andou nas empoeiradas ruas de Nazaré e morreu como um criminoso,  numa cruz em Jerusalém, ao lado de ladrões, não seria apenas o filho de José, o carpinteiro? A desconfiança de que Deus, Todo-poderoso, não poderia ser apenas um aprendiz de marceneiro, com mãos calejadas e feridas pela labuta, ainda latejam mentes e corações deste século 21.
Outrora agnóstico, o autor Josh McDowell desconfiou. Sua primeira experiência como apologista foi após uma tensa reunião em sua faculdade. Queria provar que os argumentos históricos da ressurreição eram frágeis. E, após meses de empreitada, pesquisando em bibliotecas dos Estados Unidos e Europa, levou um susto. Os documentos que faziam parte do Antigo e do Novo Testamento bíblico eram os mais confiáveis da História antiga.
Mais que um carpinteiro atingiu recordes importantes na história dos livros cristãos, como: ser o primeiro livro cristão traduzido em mais de 100 idiomas, e atingir a marca de mais de 15 milhões de exemplares vendidos no mundo, na edição da década de 1970.
Nesta nova edição, ampliada e atualizada, Mais que um carpinteiro, obra originalmente lançada em 1976, Josh e seu filho, o apologista Sean McDowell, trazem para o século 21 os dilemas e respostas da historicidade cristã. Num cenário onde o ateísmo e outras doutrinas tentam transformar em mito a verdade dos evangelhos, a nova versão da obra é um agudo testemunho da veracidade histórica de Cristo e sua ressurreição.
Em 13 capítulos, o leitor passa dos argumentos científicos aos teológicos com inúmeras referências bíblicas e uma profunda argumentação baseada em amplo conhecimento exegético - do porquê das declarações de Jesus, e como elas evidenciam a sua divindade, e o sentido de seu sacrifício e ressurreição. Para os recém-convertidos, é um nutrido material que responde a vários questionamentos simples do primeiro amor, lançando alicerces firmes na fé, que desafiam a práxis da evangelização.

Texto extraído de www.hagnos.com.br

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Viagem missionário de Jaicós(Pi)

Muitos irmãos da Igreja Batista Renovada Moriá estiveram em Jaicós, Piauí, no mês de agosto, onde foi realizada uma grande cruzada evangelística. Como resultado das pregações e dos evangelismos muitos corações renderam-se a Cristo, confessando-o como Senhor e Salvador e reconciliando-se.

apelo no dia da Cruzada

Por ocasião do evento e da participação do pastor Edimilson Lopes, alguns irmãos novos convertidos da congregação de Jaicós desceram às águas batismais, cumprindo uma das ordenanças estabelecidas por Jesus e demonstrando ao mundo a fé alcançada.

irmãos à beira do rio para o batismo

cânticos antes do batismo
Pastor Edimilson orando

louvor e agradecimentos ao Senhor

No rio para o batismo

exaltando a Cristo
marcando a história

imergindo em águas
após o batismo


Um grande movimento espiritual desencadeou-se naqueles dias de modo que um dos irmãos de Fortaleza, um jovem valoroso e piedoso, Janderson Jair, ficou para acompanhar os irmãos que estavam sedentos pela Palavra. O irmão Janderson passou algumas semanas em Jaicós trabalhando em prol do Evangelho, discipulando e evangelizando em outras localidades chegou a ir ao lado pernambucano, exatamente na divisa do Piauí com Pernambuco, para levar luz para o caminho daqueles que andam em trevas.
Ainda em Jaicós, o irmão Janderson relatou testemunhos maravilhosos decorrentes da cruzada. Ele informou que “ontem (17/08), antes da realização de um culto, um pastor testemunhou que uma irmã sentiu que foi curada no dia da pregação que foi proferida na cruzada aqui em Jaicós”. Um sensível despertamento foi notificado entre os irmãos novos na fé que os impulsionou a realizar um culto de oração todos os dias às 5h da manhã.
Discipulado em ação

Culto no local de reuniões

Pregação ao ar livre


Sentindo a carência em Jaicós (PI), o irmão Janderson Jair faz um apelo: “Amada família em Cristo Jesus, grande é o trabalho aqui em Jaicós, mas são poucos os trabalhadores. Vamos orar para que o Senhor envie mais homens e mulheres de oração e conhecedores das Escrituras para auxiliar a Igreja local aqui. Acredito que o tempo que ficarei aqui é pouco comparado com o tempo que eu devia ficar, mas podemos orar e orar e orar até que o Senhor venha despertar sua amada noiva a Igreja”.