O Jornal Tocha da Verdade é um periódico trimestral independente que tem como objetivo resgatar os princípios cristãos em toda sua plenitude. Com artigos escritos por pastores, professores de algumas áreas do saber e por estudiosos da teologia buscamos despertar a comunidade cristã-evangélica para a pureza das Escrituras. Incentivamos a prática e a ética cristã em vistas do aperfeiçoamento da Igreja de Cristo como noiva imaculada. Prezamos pela simplicidade do Evangelho e pelo não conformismo com a mundanização e a secularização do Cristianismo pós-moderno em fase de decadência espiritual.

domingo, 22 de novembro de 2015

Programação das conferências anabatistas


sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Casa da Bíblia é notícia em jornal de circulação nacional

Casa da Bíblia de Fortaleza é notícia em jornal de circulação nacional:

http://oglobo.globo.com/sociedade/religiao/com-novas-versoes-cada-mes-mercado-de-biblias-continua-no-topo-18098150



Parabéns ao Sr. Nogueira Lira e empregados!

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Liderança espiritual

Enquanto a liderança espiritual não voltar a ser ocupada por homens que preferem a obscuridade, continuaremos a presenciar uma constante deterioração da qualidade do Cristianismo popular, e possivelmente chegaremos ao ponto em que o Espírito Santo, entristecido, se retirará, como a glória de Deus se apartou do templo.

A.W. Tozer

sábado, 14 de novembro de 2015

Oremos pela França...


sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Perseguição de cristãos na Índia

Evangélicos na Índia estão convidando líderes cristãos no Reino Unido para pressionar o primeiro-ministro indiano Narendra Modi durante sua visita nesta semana a intervir para ajudar os cristãos perseguidos na Índia.
Os cristãos estão sendo espancados e mortos na Índia e a influência de radicais hindus aumentou desde que Modi foi eleito no verão do ano passado, de acordo com a missão Portas Abertas.

Vijesh Lall, secretário da Comissão da Associação Evangélica da Índia Liberdade e Desenvolvimento, disse Christian Today que a situação deteriorou-se no norte e não são apenas os cristãos, mas outras minorias da sociedade civil que são afetados também.
Ele descreveu um incidente em que os pastores cristãos foram espancados e presos simplesmente para orar juntos em uma casa particular.
Por força disso, os cristãos indianos estão com medo, situação que já dura algum tempo. As pessoas costumam atacar os cristãos quando eles evangelizavam nas ruas e até mesmo quando estão nas suas realizando as liturgias do culto. Agora os cristãos não estão mais seguros nem mesmo se estão orando em suas próprias casas.

Oremos pelos irmãos da Índia.

Avivamento entre os muçulmanos (com adaptações)

Notícias da África tem causado espanto e alegria entre as Igrejas Cristãs do norte daquele continente. Em uma área hostil ao Evangelho milhares de muçulmanos estão se convertendo e seguindo a Cristo.
O acadêmico Tino Qahoush da Universidade Regente relatou: "O que Deus está fazendo na África do Norte... da Mauritânia à Líbia, é sem precedentes na história das missões". Qahoush passou muitos anos viajando pela região a fim de documentar toda a transformação ocorrida e narra algumas ocorrências espirituais que motivam a conversão daquela gente. Segundo Qahoush, ele tem o privilégio de gravar depoimentos e ouvir histórias em primeira mão de homens e mulheres de todas as idades que estando em uma sala conseguem ver e contemplar a presença de Deus como uma visão.
Suas entrevistas confirmam o que os especialistas dizem sobre o movimento, nomeando-o como uma profunda visitação de Deus nas nações de maioria muçulmana da Mauritânia, Sahara Ocidental, Marrocos, Argélia, Líbia e Tunísia.
Das margens do Casablanca, Marrocos, em Trípoli, na Líbia, os especialistas dizem que o crescimento do Cristianismo, especialmente nos últimos 20 anos, tem sido sem precedentes. Também isso é evidente noutro país Africano, a Argélia.
O pastor Salah lidera uma das maiores igrejas na Argélia com cerca de 1.200 fiéis que assistem os cultos regularmente na igreja. O que impressiona é que 99 % da população daquele país é muçulmana. "Na verdade nós nunca pensamos que a igreja argelina iria ter um crescimento tão expressivo", disse Salah.
Ele disse que cada novo convertido de sua igreja é proveniente da religião muçulmano. Após a abertura da igreja, eles batizam em média 150-160 crentes por ano.
Zino, um ex-muçulmano, foi convidado a participar de um culto na igreja do pastor Salah por um amigo. E viu o poder transformador de Deus e ficou tocado. "Eu vi argelinos adorando a Deus com todo o coração e ele me tocou," disse Zino.
Outros, como Farhat, que também é um ex-muçulmano, falou de encontros milagrosos. Ele disse que era analfabeto e não sabia ler a Bíblia quando aceitou o Senhor. Então, Deus fez uma grande mudança e lhe proporcionou grandes bênçãos. "Desde então, tenho lido a Bíblia e entendido a Palavra de Deus", "Este é apenas um exemplo do que Deus tem feito na minha vida, e este é o caso de muitas pessoas aqui na Argélia."
Mesmo que a Argélia seja majoritariamente muçulmana, o governo deu às igrejas protestantes liberdade de registrar suas congregações. "É o primeiro governo árabe muçulmano que reconhece, oficialmente, igrejas no Islã", disse Youssef Qurahmane, um pastor líder argelino.
Na verdade, Qurahmane está vendo Deus abrir as portas sem precedentes. "Deus nos deu muitas oportunidades para testemunhar nas delegacias de polícia, nos tribunais, e, na verdade uma vez que eu fui para a delegacia de polícia e eles me deram 45 minutos para falar sobre Jesus!" disse ele. "Imagine-se: eles são todos muçulmanos confessionais e me pedem, 'Conte-nos sobre Jesus!'" Qurahmane exclamou.
Mas a Argélia e os países do Norte de África não foram sempre abertos para o evangelho. Um veterano missionário na região, identificado apenas como "Pedro" por razões de segurança, disse que as coisas eram muito diferentes, há alguns anos. "A religião e a cultura foram antipáticos a qualquer coisa que era estrangeira," ele continuou, "E o cristianismo foi considerado a religião dos europeus."
Pedro acredita que as chegadas da televisão por satélite e a Internet mudaram radicalmente a percepção do cristianismo das pessoas. Ele disse:
"Hoje no Norte de África há TV, você pode ouvir os cristãos árabes nativos falando sobre sua fé, eles que são cristãos maduros respondem a perguntas envolvidas em debates."
"Você pode ouvir diferentes pontos de vista, o ponto de vista cristão, em sua sala de estar ou na privacidade de seu próprio quarto", disse ele.
Encorajado pelo poder de Deus, os cristãos argelinos estão agora em uma missão para levar o Evangelho aos quatro cantos do globo. "Deus colocou em nosso coração o desejo de enviar 1.000 missionários no ano 2025," disse Pastor Qurahmane à CBN News.


Fonte: http://www.cbn.com/cbnnews/world/2014/April/Revival-in-Land-Once-Hostile-to-Christ/

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Meditação


Mais im​portante do que indagar o que o homem moderno tem a dizer à igreja é perguntar o que a igreja tem a dizer ao homem moderno.


Peter Berger

Unção para pregar

Segundo notícia recente (04/11) do jornal The Guardian, a Igreja da Inglaterra tem percebido um descontentamento da população quanto ao evangelismo de seus membros. De certa forma, a ideia moderna de proselitismo na qual se induz apenas uma mudança de religião tem “desanimado” qualquer audição da mensagem cristã, produzindo até descontentamentos. Não gostaríamos de negar o fato de o homem natural rejeitar bens espirituais, pois é um princípio das Escrituras, mas pretendemos apontar para outro problema que talvez seja o mais relevante.
             Para se pregar é necessário capacitação do alto; um poder persuasivo capaz de tirar dúvidas do coração do pecador para firmá-lo em convicções duradouras. Essa lição, Cristo ensinou aos seus discípulos quando expôs sobre a necessidade de aguardarem “em Jerusalém até que do alto fossem revestidos de poder”. A pregação de Pedro após o momento de revestimento do poder prenunciado levou o feriado de Pentecoste ser um marco para a Igreja Primitiva e para os desdobramentos seus ao longo da História. Naquele dia, milhares de pessoas foram convertidas pela explanação de um pescador que até bem pouco tempo havia negado o Cristo. Mas, o que aconteceu? A influência do Espírito através de sua vida levou convencimento de pecados aos seus ouvintes de modo que não havia outra motivação se não se renderem aos “pés da cruz”.
            Alinhada ao essa situação, quando o avivamento em Gales começou por instrumentalidade de Evan Roberts, a Inglaterra sentiu seus efeitos. Na verdade, todo o Reino Unido viu-se abalado pelo impacto da unção de Deus na vida de homens e mulheres que se consagraram no propósito de pregação. Temos notícias de que nos anos anteriores à visitação do Espírito a grande ilha passava por um momento de letargia espiritual. Nas palavras do reverendo J. Vyrnwy Morgan (The Welsh Religious Revival, 1904-5): “... as nossas igrejas evangélicas têm de relatar a falta de progresso. A verdade é que o Cristianismo evangélico na Inglaterra e no País de Gales está perdendo adesão e espaço. Estamos realmente na defensiva. Além disso, o evangelicalismo está perdendo rapidamente sua própria integridade intelectual”. Porém, após a percepção espiritual da degradante vida eclesiástica e social e a operação do Espírito, 100.000 almas se converteram em Gales num espaço de 9 meses, além das muitas ocorridas nos demais países da península.

            Portanto, para resolver a falta de apego ao Cristianismo, principalmente em Gales, Evan propunha um caminho de oração insistente com renúncias, e o que se viu foi um grande despertamento espiritual e conversões das mais variadas. O que falta para a Inglaterra, e não somente para esse país, mas para nós também, é um grande despertamento para a oração a fim de que nossos corações sejam incendiados pelo amor e poder de Deus. Assim poderemos pregar e esperar conversões com paixão e compromisso, sem a ideia de o Cristianismo ser um fardo, antes ser refrigério para a alma.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Meditação

Se hoje houvesse mais crentes de oração haveria também mais pessoas preparadas para o sofrimento. A oração dá-nos resistência espiritual, nos faz crescer em santidade, faz-nos fortes no espírito e traz sobre nós o fogo.

Leonard Ravenhill

A epidemia de suicídios entre transgêneros: uma tragédia silenciosa

Leia o artigo da psicóloga Marisa Lobo na íntegra no seguinte endereço:

http://colunas.gospelmais.com.br/tragedia-silenciosa-epidemia-suicidios-transgeneros_11456.html

A seca

A seca dos últimos anos no Ceará e no Nordeste tem sido uma das mais severas registradas. A falta de chuvas regulares, a diminuição do nível de açudes, a morte de animais e a redução da safra ocasionaram um grande flagelo e despertaram pesquisadores para buscarem as causas dessa nefasta circunstância. Deste modo, a previsão para os anos vindouros não são animadoras já que, de acordo com os estudiosos, a tendência é que a quadra chuvosa seja abaixo das médias anuais. Buscando outra explicação devido à religiosidade dos interioranos, cuja perspectiva de fé se coaduna com um catolicismo popular, para os campesinos a degradante situação é consequência de uma punição divina influenciada pelo mau comportamento humano. Será?
            A Bíblia nos ensina que no Antigo Egito e em Canaã, na época dos primitivos reis hicsos, houve uma grande e terrível seca que assolou a casa Jacó, último patriarca hebreu, que o obrigou ir para o regaço de faraó. Naquela situação, Deus livrou os hebreus e os egípcios do extermínio: uma nação monoteísta e outra politeísta. Como pode Deus ter proporcionado benefícios a povos num “misto” cultural que inclusive desabonava a divindade do Deus dos israelitas? Simples, faraó ouviu e atendeu a interpretação dos sonhos de José, demonstrando fé no Deus semita. Portanto, a providência divina está associada ao reconhecimento do homem.
            Não podemos negar que a humanidade tem desabonado a Deus. Instituindo leis e dominando sem aquele reconhecimento o homem tem se desapegado de Deus porque o entende como uma ideia ou uma simples manifestação de suas ânsias. Desta maneira, adota um padrão próprio para si e subjuga o que fora estabelecido desde o princípio, desprezando-o com o ensino equilibrador e sustentador da vida. Mas, ao contrário do que se pensa, o que está em evidência nesse contexto são a benevolência e a longanimidade divinas. Apesar de toda a desobediência do homem, o Senhor continua esperando uma decisão positiva para ajuda-lo. Caso houvesse clamor e arrependimento, caso os homens reconhecessem suas culpas e voltassem para o Criador uma medida paliativa viria em socorro para atenuar as situações climáticas e muitas outras. Não pensemos outra coisa, pois se Deus estivesse realmente irado nesse momento, bastaria um “estalar de seus dedos” para acabar com o incômodo que o homem tem causado devido sua seca espiritual.

terça-feira, 10 de novembro de 2015

MANIFESTO contra a propaganda pró-aborto: "Meu corpo, minhas regras"

A vida de um bebê deve ser protegida em todas as circunstâncias
Manifesto o meu repúdio à infeliz campanha de defesa do assassinato de bebês inocentes (também chamado de “aborto”) realizada por alguns atores “globais”.
Além de revelarem sua ignorância em relação a temas fundamentais do cristianismo, apelam para o jargão falacioso do “meu corpo, minhas regras”, como se o corpo do nascituro fosse uma extensão do corpo da mãe. 
ASSINE O MANIFESTO:
http://www.citizengo.org/pt-pt/lf/node:nid%5D-repudio-campanha-abortista-atores-globais?sid=MTQ1ODM3MDM1NzA5OTI%3D

Meu corpo, minhas regras?

Uma campanha lançada no último dia 03 tem causado rebuliço nas redes sociais. A campanha protagonizada por atores da rede Globo defendem o aborto e ironizam a forma como Cristo foi concebido, destacando uma sugestão de desconfiança sobre como o fato se realizou: “será que Maria era realmente virgem?” é o que induz a publicidade.
Com o título "Meu Corpo, Minhas Regras", a propaganda mundana propõe que Maria teria o direito de abortar, caso quisesse, nos tempos primeiros do Novo Testamento. Perceba o leitor que os movimentos pró-aborto e outros cujo discurso é comum: a questão sexual, tem se levantado contra os institutos divinos, demonstrando o cumprimento das Escrituras quando diz que nos últimos tempos os homens se levantariam contra tudo proveniente de Deus.  
Contra tal posicionamento, a psicóloga cristã, Marisa Lobo, divulgou uma petição online, com uma nota de repúdio à iniciativa da campanha "Meu Corpo, Minhas Regras", além de diversos usuários do Youtube, que criticaram o vídeo em seus comentários.
Da mesma forma, em oposição ao proposto, o pastor Jackson Jacques decidiu dar uma resposta ao vídeo, explicando que não há qualquer erro de tradução, quando a Bíblia fala no nascimento de Jesus Cristo, vindo de uma virgem.
Citando e lendo as passagens de Isaías 7:14 e Mateus 1:23 (que citam a mesma profecia sobre o Cristo, nascido de uma virgem), o teólogo explicou o sentido da palavra hebraica 'Almah' - que em uma tradução literal quer dizer 'jovem' - e o contexto em que ela é usada nos escritos originais, posteriormente traduzidos para o grego.
"Sempre que a Bíblia usa a palavra 'Almah', está se referindo sim a uma virgem. A palavra 'Bethulah' se entende que toda moça em Israel é virgem. O termo usado para quando ela é nova é 'Almah', porque seria uma redundância dizer que ela é virgem", afirmou.
Jackson ainda ressalta que toda a história de Jesus Cristo envolve o sobrenatural e o cumprimento de profecias.
"Ele entrou no mundo de forma distinta dos homens e Ele sai do mundo de forma distinta dos homens. Deus se faz homem, vem a esse mundo, entra de forma distinta, por intermédio de uma virgem e sai de forma gloriosa, ressurreta. Ele ressuscita, fica mais 40 dias com os discípulos e depois sobe aos céus. Como testemunhas disso, nós temos milhares e milhares de pessoas da igreja do Primeiro Século", destacou.
Apesar de contar com o apoio de atores globais, pessoas aparentemente influentes na mídia, o vídeo da campanha pró-aborto parece não estão conseguindo a aprovação popular.

Logo abaixo do vídeo, o internauta pode postar seu comentário e também expressar sua aprovação ou desaprovação, marcando o material, ao clicar nos botões "Gostei" ou "Não Gostei". Até o momento, o vídeo já tem mais de 33.400 cliques que desaprovam o vídeo, contra 4.280  que aprovaram. 

fonte: http://guiame.com.br/gospel/videos/video-pro-aborto-diz-que-jesus-nao-nasceu-de-uma-virgem-e-pastor-responde-assista.html

Santos do passado

Nós apreciamos imensamente os grandes santos de Deus do passado, os nossos missionários, mártires, reformadores. Escrevemos as suas biografias, reverenciamos seus feitos, compomo-lhes elogios e erguemo-lhes memoriais. Fazemos qualquer coisa, menos imitá-los.

Leonard Ravenhill

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Medite

O cristianismo de hoje não transforma as pessoas. Pelo contrário, está sendo transformado por elas. Não está elevando o nível moral da sociedade; está descendo ao nível da própria sociedade, congratulando-se com o fato de que conseguiu uma vitória, porque a sociedade está sorrindo enquanto o cristianismo aceita a sua própria rendição!

A.W. Tozer

sexta-feira, 6 de novembro de 2015