O Jornal Tocha da Verdade é um periódico trimestral independente que tem como objetivo resgatar os princípios cristãos em toda sua plenitude. Com artigos escritos por pastores, professores de algumas áreas do saber e por estudiosos da teologia buscamos despertar a comunidade cristã-evangélica para a pureza das Escrituras. Incentivamos a prática e a ética cristã em vistas do aperfeiçoamento da Igreja de Cristo como noiva imaculada. Prezamos pela simplicidade do Evangelho e pelo não conformismo com a mundanização e a secularização do Cristianismo pós-moderno em fase de decadência espiritual.

Comunie

Comunie

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Avivamento entre os muçulmanos (com adaptações)

Notícias da África tem causado espanto e alegria entre as Igrejas Cristãs do norte daquele continente. Em uma área hostil ao Evangelho milhares de muçulmanos estão se convertendo e seguindo a Cristo.
O acadêmico Tino Qahoush da Universidade Regente relatou: "O que Deus está fazendo na África do Norte... da Mauritânia à Líbia, é sem precedentes na história das missões". Qahoush passou muitos anos viajando pela região a fim de documentar toda a transformação ocorrida e narra algumas ocorrências espirituais que motivam a conversão daquela gente. Segundo Qahoush, ele tem o privilégio de gravar depoimentos e ouvir histórias em primeira mão de homens e mulheres de todas as idades que estando em uma sala conseguem ver e contemplar a presença de Deus como uma visão.
Suas entrevistas confirmam o que os especialistas dizem sobre o movimento, nomeando-o como uma profunda visitação de Deus nas nações de maioria muçulmana da Mauritânia, Sahara Ocidental, Marrocos, Argélia, Líbia e Tunísia.
Das margens do Casablanca, Marrocos, em Trípoli, na Líbia, os especialistas dizem que o crescimento do Cristianismo, especialmente nos últimos 20 anos, tem sido sem precedentes. Também isso é evidente noutro país Africano, a Argélia.
O pastor Salah lidera uma das maiores igrejas na Argélia com cerca de 1.200 fiéis que assistem os cultos regularmente na igreja. O que impressiona é que 99 % da população daquele país é muçulmana. "Na verdade nós nunca pensamos que a igreja argelina iria ter um crescimento tão expressivo", disse Salah.
Ele disse que cada novo convertido de sua igreja é proveniente da religião muçulmano. Após a abertura da igreja, eles batizam em média 150-160 crentes por ano.
Zino, um ex-muçulmano, foi convidado a participar de um culto na igreja do pastor Salah por um amigo. E viu o poder transformador de Deus e ficou tocado. "Eu vi argelinos adorando a Deus com todo o coração e ele me tocou," disse Zino.
Outros, como Farhat, que também é um ex-muçulmano, falou de encontros milagrosos. Ele disse que era analfabeto e não sabia ler a Bíblia quando aceitou o Senhor. Então, Deus fez uma grande mudança e lhe proporcionou grandes bênçãos. "Desde então, tenho lido a Bíblia e entendido a Palavra de Deus", "Este é apenas um exemplo do que Deus tem feito na minha vida, e este é o caso de muitas pessoas aqui na Argélia."
Mesmo que a Argélia seja majoritariamente muçulmana, o governo deu às igrejas protestantes liberdade de registrar suas congregações. "É o primeiro governo árabe muçulmano que reconhece, oficialmente, igrejas no Islã", disse Youssef Qurahmane, um pastor líder argelino.
Na verdade, Qurahmane está vendo Deus abrir as portas sem precedentes. "Deus nos deu muitas oportunidades para testemunhar nas delegacias de polícia, nos tribunais, e, na verdade uma vez que eu fui para a delegacia de polícia e eles me deram 45 minutos para falar sobre Jesus!" disse ele. "Imagine-se: eles são todos muçulmanos confessionais e me pedem, 'Conte-nos sobre Jesus!'" Qurahmane exclamou.
Mas a Argélia e os países do Norte de África não foram sempre abertos para o evangelho. Um veterano missionário na região, identificado apenas como "Pedro" por razões de segurança, disse que as coisas eram muito diferentes, há alguns anos. "A religião e a cultura foram antipáticos a qualquer coisa que era estrangeira," ele continuou, "E o cristianismo foi considerado a religião dos europeus."
Pedro acredita que as chegadas da televisão por satélite e a Internet mudaram radicalmente a percepção do cristianismo das pessoas. Ele disse:
"Hoje no Norte de África há TV, você pode ouvir os cristãos árabes nativos falando sobre sua fé, eles que são cristãos maduros respondem a perguntas envolvidas em debates."
"Você pode ouvir diferentes pontos de vista, o ponto de vista cristão, em sua sala de estar ou na privacidade de seu próprio quarto", disse ele.
Encorajado pelo poder de Deus, os cristãos argelinos estão agora em uma missão para levar o Evangelho aos quatro cantos do globo. "Deus colocou em nosso coração o desejo de enviar 1.000 missionários no ano 2025," disse Pastor Qurahmane à CBN News.


Fonte: http://www.cbn.com/cbnnews/world/2014/April/Revival-in-Land-Once-Hostile-to-Christ/

Nenhum comentário:

Postar um comentário