O Jornal Tocha da Verdade é uma publicação independente que tem como objetivo resgatar os princípios cristãos em toda sua plenitude. Com artigos escritos por pastores, professores de algumas áreas do saber e por estudiosos da teologia buscamos despertar a comunidade cristã-evangélica para a pureza das Escrituras. Incentivamos a prática e a ética cristã em vistas do aperfeiçoamento da Igreja de Cristo como noiva imaculada. Prezamos pela simplicidade do Evangelho e pelo não conformismo com a mundanização e a secularização do Cristianismo pós-moderno em fase de decadência espiritual.

IPC

IPC

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Harald Eia - Hjernevask (lavagem cerebral)

Harald Eia
comediante e sociólogo

Hjernevask (Brainwash) é um documentário de televisão em que conceituações pseudocientíficas como “igualdade de gênero”, “teoria de gênero” etc. são postas à prova e expostas. A transmissão desta série pela rede de televisão pública norueguesa provocou um amplo debate e finalmente persuadiu o Conselho Nórdico de Ministros (uma cooperação intergovernamental regional constituída pela Noruega, Suécia, Finlândia, Dinamarca e Islândia) a parar de financiar a NIKK Nordic. Instituto de Gênero. A NIKK tinha sido o carro-chefe da “Teoria do Gênero”, fornecendo a base “científica” para políticas sociais e educacionais que, a partir da década de 1970, transformaram os países nórdicos para se tornarem as sociedades mais “sensíveis ao gênero” do mundo.
O produtor da série é Harald Eia , um comediante norueguês, que ganhou popularidade na Noruega com seus programas de TV satíricos. Além de ser um comediante, Eia também é formado em ciências sociais. Ele ficou intrigado com o fato de que, apesar de todos os esforços de políticos e engenheiros sociais para remover "estereótipos de gênero", as meninas continuavam optando por profissões tipicamente "femininas" (como enfermeiras, cabeleireiras etc.) enquanto os meninos continuavam sendo atraídos por " carreiras masculinas (como a de técnicos, trabalhadores da construção civil, etc.). De fato, em vez de ser revertida por políticas de “igualdade de gênero”, a tendência se acentuou.
Em seu documentário, o Sr. Eia saiu, na companhia de uma equipe de câmeras, e fez algumas perguntas inocentes aos principais pesquisadores e cientistas da NIKK. Então ele pegou as respostas e as trouxe para os principais cientistas em outras partes do mundo, notavelmente no Reino Unido e nos EUA, pedindo que comentassem as descobertas de seus pares noruegueses. Como era de se esperar, os resultados da falsa ciência norueguesa provocaram diversão e incredulidade entre a comunidade científica internacional - especialmente porque se baseava em mera teoria, nunca apoiada por qualquer pesquisa empírica. Eia filmou essas reações, voltou para Oslo e as mostrou aos pesquisadores da NIKK. Descobriu-se que, quando confrontados com a ciência empírica, os "Pesquisadores de Gênero" estavam sem palavras e completamente incapazes de defender suas teorias contra a verificação da realidade.
Além disso, o falso foi exposto ao ridículo diante de toda a audiência de TV, e as pessoas começaram a perguntar por que era necessário financiar com 56 milhões de euros do dinheiro dos contribuintes uma “pesquisa” orientada por ideologia que não tinha credenciais científicas. Todos.
Como se viu, algumas perguntas inocentes, feitas por um comediante, foram suficientes para derrubar o pomposo edifício da "Teoria do Gênero". Espera-se que a lição seja ouvida em outros países, ou na UE e na ONU, onde essa ideologia ainda domina os corredores do poder ...

Essas informações são de 2012, mas muito oportunas para hoje.

ASSISTA AO PRIMEIRO VÍDEO NA PRÓXIMA POSTAGEM!

fonte: https://agendaeurope.wordpress.com/harald-eia-hjaernevask-brainwash/

Nenhum comentário:

Postar um comentário