O Jornal Tocha da Verdade é um periódico trimestral independente que tem como objetivo resgatar os princípios cristãos em toda sua plenitude. Com artigos escritos por pastores, professores de algumas áreas do saber e por estudiosos da teologia buscamos despertar a comunidade cristã-evangélica para a pureza das Escrituras. Incentivamos a prática e a ética cristã em vistas do aperfeiçoamento da Igreja de Cristo como noiva imaculada. Prezamos pela simplicidade do Evangelho e pelo não conformismo com a mundanização e a secularização do Cristianismo pós-moderno em fase de decadência espiritual.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Por um puro avivamento

Além de pregar, a Igreja tem uma missão nesse mundo: viver segundo a cultura de Deus. Consideramos cultura de Deus aquela forma de conduta proveniente das Escrituras, transmitida para a vida dos discípulos que incondicionalmente devem devotar o viver àquele que os redimiu.
            Seria muito bom que essa mentalidade fosse conservada nos crentes para que os descrentes pudessem reconhecer o valor da vida cristã. Como atualmente muitos cristãos fugiram ao padrão, o mundo escarnece da Igreja e sente-se motivado a práticas libertinas diante de um povo que não inspira mais moral (pouquíssimos cristãos conservaram os valores). A Igreja quando está consagrada a Deus desperta o temor e a reverência e desencoraja o pecado. Todavia, dentro do contexto contemporâneo a Igreja se permitiu aderir e abraçar-se às práticas mundanas. A consequência foi a perda de seu brilho e de sua unção.

            Por mais que alguns apontem um despertamento religioso devido às multidões que se aglomeram nos templos semanalmente, esse quantitativo não representada o efeito do autêntico crescimento, pois há, na verdade, uma busca, desses, em prol de interesses individuais desentoando dos princípios do Evangelho. Avivamento é contrição e confissão de pecados, é santidade e consagração, é comunhão com Deus e inimizade com o mundo. Que Deus nos mande logo um verdadeiro avivamento! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário