O Jornal Tocha da Verdade é um periódico trimestral independente que tem como objetivo resgatar os princípios cristãos em toda sua plenitude. Com artigos escritos por pastores, professores de algumas áreas do saber e por estudiosos da teologia buscamos despertar a comunidade cristã-evangélica para a pureza das Escrituras. Incentivamos a prática e a ética cristã em vistas do aperfeiçoamento da Igreja de Cristo como noiva imaculada. Prezamos pela simplicidade do Evangelho e pelo não conformismo com a mundanização e a secularização do Cristianismo pós-moderno em fase de decadência espiritual.

Comunie

Comunie

sexta-feira, 3 de março de 2017

Ato em defesa da família tradicional e da criança contra a ideologia de gênero

Em fevereiro, dia 04/02/17, em Ariquemes, Rondônia, houve uma grande manifestação ou ato em defesa da família tradicional contra a ideologia de gênero. Diversas autoridades e profissionais proferiram seus discursos diante de um público ansioso por respeito, pois a questão não deve ser tratada em nível de Estado, mas é um assunto de natureza familiar. Veja a matéria na íntegra:
Na manhã deste sábado (04), centenas de representantes da Sociedade Civil Organizada e famílias de diversos credos se reuniram na Praça da Vitória, em Ariquemes, para uma caminhada intitulada como “Ato em Defesa da Família”, com o percurso feito entre a Praça e o Ministério Público, passando pela Avenida Jamari e Tancredo Neves.
Durante o ato, pastores, educadores e representantes da Igreja Católica utilizaram do carro de som para ecoar pelas adjacências a postura do grupo em defesa da família tradicional e a indignação quanto a polêmica relacionada aos Livros Didáticos, por entenderem que estes contêm em algumas páginas e artigos relativos à Ideologia de Gênero.
Entre os integrantes do ato, o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e dos Adolescentes, Luiz Carlos, disse, em entrevista para RedeTV, que este assunto deve ser de prioridade dos pais para aborda-los juntos aos filhos caso vejam a necessidade, não pode ser um assunto do “Estado” a exposição do tema as crianças.
Levando em suas mãos vários balões brancos e faixas com diversos dizeres em defesa da família tradicional, assim que chegaram em frente ao Ministério Público, mesmo tendo o conhecimento que naquele momento não havia nenhuma autoridade no órgão público, fora realizado vários discursos contrários a distribuição dos livros, alertado aos pais que encontra-se disponíveis em determinadas escolas documentos solicitando que o tema não seja apresentado aos seus filhos, podendo após a notificação dos pais aos profissionais da unidade escolar, caso não seja atendido, poderá o pai procurar os meios judiciais e notificar o educador.
No encerramento, de frente para a sede do Ministério Público um dos pastores realizou uma oração pedindo a Deus que conceda sabedoria ao gestor municipal, aos integrantes do poder judiciário para que a polêmica tenha um desdobramento que não vão contra os direitos da família instituída por Deus, logo após foi comunicado aos presentes que outras ações serão realizadas em breve na cidade.

Os organizadores e participantes estão de parabéns pela iniciativa que preserva valores. Que outras pessoas possam se mover rumo ao mesmo propósito no dia 14/03/17, ato marcado para acontecer em todo Brasil, defendendo as crianças contra a ideologia de gênero.

Fonte: http://www.redetvro.com.br/igrejas-e-represetantes-da/

Nenhum comentário:

Postar um comentário